Desenvolvimento de aplicações em Windows Embedded Compact 2013

O Windows Embedded Compact 2013 é o produto mais recente da família Embedded Compact da Microsoft. Ele foi lançado em 2013 e terá suporte até 2028 quando o fim do ciclo de licença ocorre.

O WEC2013 apresenta algumas inovações em relação as versões Windows Embedded Compact 7.0 e Windows Embedded CE 6.0. A principal alteração é a possibilidade de utilizar o VS2012 ou o VS2013 como ambiente de programação. Uma lista das novidades está abaixo:

  • .Net Compact Framework 3.9
  • Integrado com o Visual Studio 2012/2013
  • Melhoria de desempenho no File System
  • Snapshot Boot
  • Novo compilador com suporte a C++ 11 (Este o principal motivo das versões 6 e 7 estarem limitadas ao VS2008)
  • Mais informações em MSDN

Uma das grandes vantagens do novo Windows Embedded Compact 2013 é o .NET Compact 3.9 e é ele quem quero testar neste artigo. O seguinte blog post mostra algumas das melhorias realizadas, entre elas: Suporte a Multicore!

Para começar a brincadeira, você precisa do Visual Studio 2013 instalado em seu computador, além dele você também vai precisar do App Builder, um add-on fornecido gratuitamente pela Microsoft neste link. Após esta instalação o Visual Studio passa a oferecer a opção de programação para Smart Devices. O passo seguinte é instalar o SDK da Toradex (SDK é o conjunto de informações e configurações que o Visual Studio precisa saber para compilar programas para a minha plataforma: Hardware + OS, no meu caso uma ARM-Cortex A5 e o Windows Embedded Compact 2013 portado pela Toradex). Os arquivos e instruções para instalação estão neste link.

Uma vez que tudo estiver instalado a seguinte opção irá aparecer no menu do novo projeto, vide a figura 1.

NewProject

Figura 1: Configuração de novo projeto

Comecei um novo projeto e utilizei a interface tradicional do VS2013 para criar um novo aplicativo utilizando VC#. O caminho para a escolha no menu de New Project foi:

Visual C# > Windows Embedded Compact > Toradex 800 > Device Application

Uma vez selecionado seu projeto já vai aparecer na tela com a tradicional interface do Visual Studio 2013, a Toolbox de objetos para arrastar na tela e demais ferramentas do Visual Studio. Figura 2.

VCSharp

Figura 2: Desenvolvimento de aplicação em Visual C#

Coloquei diversos componentes do tipo PANEL coloridos no FORM e configurei o método clique para que o Background do FORM assumisse o mesmo valor de Background configurado. Simplesmente clicando em Windows Embedded Compact Debuger o Debug se inicializa. Neste ponto algumas diferenças consideráveis entre o WinCE7 e o 2013 aparecem. A principal é que o debug não é mais realizado com cabo USB (como mostrado no artigo: ) mas sim através de uma conexão Ethernet.

Neste exemplo, utilizei um Colibri iMX6 DL com 512MB RAM e 4 GB de eMMC. O processador ARM é da família iMX Application Processors da Freescale. No vídeo abaixo você pode conferir o teste rodando em um display e o debug através do Visual Studio 2013 realizado no meu host de desenvolvimento.


Vídeo: Processo de debug

Até a próxima!!

Guilherme

Guilherme Fernandes

Mestre em Engenharia Mecatrônica pela Escola de Engenharia de São Carlos (USP) atua como diretor da Toradex Brasil. Foi responsável pela implantação do escritório de vendas e suporte da Toradex no Brasil. Trabalhou 7 anos como gerente de engenharia de sistemas na área de automação industrial desenvolvendo mais de 300 projetos de máquinas para linhas de montagem e teste de produção para o setor de autopeças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>